sexta-feira, 17 de novembro de 2017

CLONAGEM DE CARTÕES

Quadrilha utilizava máquina para clonar cartões de crédito em postos de Maceió

Além dele, a polícia deteve outras três pessoas; mais de 500 cartões foram apreendidos.
Uma operação da Polícia Civil, realizada no final da noite de ontem (17), desarticulou uma quadrilha especializada em clonagem de cartões de crédito e débito que agia em Maceió. A polícia suspeita que um frentista de um posto de combustíveis utilizava uma máquina para clonar cartões de clientes. Quatro pessoas foram presas.
De acordo com Berenaldo Lessa, coordenador do Grupo de Investigação da Delegacia Geral de Polícia Civil, o grupo utilizava uma máquina para capturar informações dos cartões de crédito, que eram enviadas para um computador no próprio posto via bluetooth.
“Nesse posto de Cruz das Almas, nós prendemos um frentista. Ele trocou uma máquina de cartão de crédito do estabelecimento por uma de clonagem. Nós temos certeza de que eles distribuíram essas máquinas por vários postos de Maceió”, afirmou.
Além do frentista, a polícia prendeu em flagrante uma pessoa apontada como líder da quadrilha, identificada como José Carlos Medeiros dos Santos. Ele é suspeito de cometer o mesmo crime em outros estados do Brasil e de usar um nome falso.
“Temos a informação de que ele responde pelo mesmo crime na Paraíba, e que existe um mandado de prisão em aberto contra ele em São Paulo. Nós suspeitamos que ele usa, pelo menos, cinco nomes diferentes e cinco documentos diferentes, falsificados”, explicou Berenaldo.
Nesta sexta-feira, ele deve colher as impressões digitais da verdadeira identidade.Indícios
No apartamento onde José Carlos foi preso, a polícia encontrou uma máquina de clonar cartão, mais de 500 cartões, alguns virgens, e um aparelho de celular, com informações que o associam a outros criminosos em outros estados.
“Nas mensagens no telefone dele, nós conseguimos identificar que ele trocava informações sobre como realizar esse tipo de crime, além disso ele mandou várias informações de chips e tarjas de cartões de crédito para pessoas em outros estados”, detalhou.
As outras duas pessoas presas são um homem que foi detido pelo mesmo crime em 2005 e uma mulher suspeita de entregar maquinetas com leitor de cartões em estabelecimentos comerciais.
O material e os presos foram levados para a Divisão Especial de Investigação e Captura (Deic), no bairro da Santa Amélia, onde serão ouvidos e autuados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário