quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Hemorragia em jovem após ato sexual pode ter sido causada por gel massageador

A polícia investiga as circunstâncias que levaram à internação de uma adolescente de 15 anos, no Hospital Geral do Estado (HGE), na última quinta-feira (16), com um forte sangramento na região vaginal após um ato sexual com um rapaz.A mãe da garota afirma que ela foi vítima de violência sexual e que uma espécie de ácido teria causado o sangramento. Porém há relatos de pessoas ligadas à vítima de que o produto introduzido na genitália foi um gel massageador, que provocou reação alérgica.

O caso delicado é investigado pelo delegado Rodrigo Colombelli, que desde o início da manhã desta terça-feira (21) ouve pessoas ligadas à jovem e ao suspeito de cometer o estupro. Segundo fontes do TNH1, a garota já mantinha um relacionamento com o homem, e no dia do fato eles se encontraram na Praia do Francês, com mais duas jovens.
O casal teria mantido relações sexuais e usado um óleo íntimo que teria causado uma espécie de reação alérgica na vítima. O que ainda não foi esclarecido pela polícia é se o sexo foi consentido pela garota. Com sangramento, ela precisou ser socorrida ao HGE pelo Samu.
O suspeito deve se apresentar na delegacia da cidade ainda nesta terça, para contar sua versão dos fatos, segundo apurou o TNH1.
Estado de saúde
A assessoria do HGE informou que a garota permaneceu internada na área vermelha até o domingo (19), onde passou por suturas na área interna da vagina. Em seguida, foi conduzida até a maternidade Santa Mônica, onde passou por procedimentos para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e foi liberada.
A mãe da vítima buscou ajuda junto ao conselho tutelar do município de Marechal Deodoroonde ela vive com a família, no Litoral Sul de Alagoas, e em seguida procurou a imprensa para denunciar o suposto abuso.
A conselheira Eliene Balbino, de Marechal, informou que a equipe multidisciplinar acompanha o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário